Na sala de espera

Na Sala de Espera é um programa que pretende ser voltado para televisões de circuito interno, composto tanto por vídeos realizados em oficinas no próprio Ventre Livre (anteriores e que virão a ser produzidos) quanto por outros de produtores independentes e por outras organizações que produzam audiovisual e se encaixem na proposta. A intenção, ainda, é extrapolar a proposta, procurando veicular também o programa em espaços de cultura e de educação.

Oficinas

Vislumbra-se a realização de um processo de oficinas com uma proposta metodológica inventiva construída coletivamente (como sempre foi). Os grupos de oficinandos, compostos pela comunidade, trabalhadores de saúde, assistência social, artistas, estudantes, terão a possibilidade de pensar e produzir algo que realmente faça sentido em seus territórios e nos locais onde desenvolvam suas atividades diárias, sejam de estudo, arte, trabalho ou todas juntas.
Acreditamos, assim, que a possibilidade de escutar e registrar a contribuição das comunidades envolvidas através das histórias cotidianas das pessoas serve para humanizar as relações, valorizando os indivíduos e suas memórias na família e na comunidade, repercutindo na autoestima daquele que produz por poder falar e pensar em seu bairro, seu local de trabalho, sua vida.

Produção Audiovisual

A oficina de produção audiovisual tem o objetivo de realizar produtos audiovisuais voltados para temas que envolvam cultura e saúde. Na direção desse trabalho, então, os oficinandos têm a oportunidade de entrar em contato com equipamentos digitais com tecnologia suficiente para criar os melhores produtos estéticos possíveis, conhecendo sobre a sua utilização e, ainda, refletindo sobre as possibilidades de criação. Na prática, há a experimentação sobre todas as etapas da realização de um filme: produção, roteiro, edição e finalização. O processo de trabalho de uma peça audiovisual, na grande maioria das vezes, necessita de uma estrutura coletiva para a sua produção. Isso envolve constituir a rede interna, em que a comunicação flua, os integrantes da equipe tenham funções bem definidas e que todos confiem no trabalho feito pelo outro. Com essa experiência pode-se refletir sobre processos de organização, criação, compartilhamento de informações e conhecimento/aprendizagem, além de desmistificar o uso de tais ferramentas e os produtos audiovisuais de massa, que dominam hoje o imaginário popular.

Produção Musical – Trilha Sonora para Filmes

Nas oficinas de produção musical, complementa-se a produção audiovisual, pois a trilha sonora é parte essencial de um filme, transformando-o completamente dependendo do tom que se seleciona – e esta noção estará presente naquilo que se entende por compartilhar o conhecimento. Se constituirá, portanto, um espaço de vivência, sensibilização e aprendizado musical, que vai pesquisar possibilidades sonoras paras as músicas a serem produzidas para os filmes. As oficinas vão partir do lúdico, da brincadeira com ritmos e timbres e das pesquisas da influência das trilhas sonoras sobre quem assiste audiovisual. Em um segundo momento, a noção da importância da captação para o bom resultado do trabalho, os tipos de microfones, gravações – o contato com tecnologias relativamente simples nos dias de hoje e como se pode fazer isso em espaços não tão especializados como estúdios, por exemplo.