Detalhes sobre a produção do filme Ocitocina

O processo de trabalho do filme Ocitocina se deu de maio a novembro de 2020, em pleno contexto de pandemia do Covid-19. Os encontros se deram de maneira remota, iniciando com conversas sobre ideias para se realizar um filme autoral, desenvolvido individualmente e também com a proposta de abordagem de saúde no roteiro e com formato de produção online, de uso das tecnologias de contato que estavam sendo tão propagadas no período.

A oficinanda Kátia Camargo, então, optou por explorar o universo feminino num contexto de isolamento em virtude da pandemia – como estas mulheres estaria lidando com isso tudo? Como as amigas estariam se conectando para passar os seus dias e desenvolver ainda mais os seus laços?

Toda a produção passou a ser realizada também remotamente. O roteiro foi estabelecido em mais alguns encontros no primeiro terço do tempo, passando-se a captar as imagens remotamente e discutir como aquelas histórias poderiam ser colocadas no contexto proposto. A trilha sonora também passou a ser desenvolvida originalmente e remotamente, em encontros online com o grupo oficineiro de música, quando foram estabelecidas as sensações que se queria passar com a música neste filme que estava sendo montado.

Ao final, com um trabalho de edição que também aconteceu online, com conexão direta entre quem editava e a oficinanda, chegou-se ao resultado que se pode conferir aqui:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s